Blog ImpulseUP

Como engajar colaboradores no PDI? – Case Cellpreserve

O centro de biotecnologia do Rio de Janeiro, certificado pela ISO, ONA e FDA pelo seu sistema de gestão da qualidade, conseguiu engajar colaboradores na construção dos PDIs (Planos de Desenvolvimento Individual) por meio da parceria com a impulseup. Entenda mais sobre como a Cellpreserve alcançou esse resultado neste case de sucesso.

A Cellpreserve buscava um processo de gestão de desempenho que possibilitasse o mapeamento de gaps de competências e potencial e, consequentemente, a criação de planos de ação sobre cada um dos gaps identificados.

Entretanto, isso só se tornaria possível se os gestores estivessem engajados no processo de desenvolvimento de seus liderados.

Visando alcançar este objetivo, a equipe de RH da Cellpreserve se reuniu e fez um brainstorm de estratégias que poderiam implementar, visando aumentar o engajamento dos gestores ao processo e, assim, facilitar a implementação dos PDIs. Esse momento foi importante para que pudessem alinhar as estratégias com o nível de experiência dos gestores e também traçar um plano de ação que estivesse alinhado com a cultura da organização.

Desta forma, a equipe da Cellpreserve percebeu que alguns pontos eram fundamentais ao longo do processo e que, sim, foram um diferencial para engajar os colaboradores com os PDIs.

Você pode conferir mais a seguir:

Proximidade e abertura às dúvidas

A Equipe de RH acompanhou de perto a realidade de trabalho e as dificuldades enfrentadas por cada equipe no processo. Conhecer mais sobre as dificuldades permitiu que identificassem desafios comuns e, assim, estabelecessem estratégias mais efetivas de suporte.

É importante destacar que esse processo não se limitou às visitas presenciais, mas também a todo um contato remoto (via Skype) que otimizou o processo.

Esse posicionamento proativo do RH de buscar o gestor e a equipe e tentar entender suas dificuldades no processo de construção dos PDIs para, então, tirar todas as dúvidas e dar as devidas orientações também ajudou a engajar os colaboradores com os PDIs.

Sensibilização e preparo dos gestores

A sensibilização e o preparo dos gestores para a construção dos PDIs também é uma estratégia de engajamento.

Na Cellpreserve isso foi um diferencial pois puderam, além da sensibilização interna, utilizar dos materiais disponibilizados pela própria ImpulseUP para formar os gestores sobre o que é PDI e qual a sua importância e sobre quando, como e onde seriam realizados os registros dos PDIs.

Estruturação do Fluxo das Etapas

A equipe de RH também elaborou uma estratégia para aprofundar, junto aos gestores, como deveria ocorrer todo o passo a passo do processo das devolutivas, desde o feedback do processo de Avaliação até a estruturação dos planos de ação a partir dos resultados (PDIs).

A estruturação deste passo a passo das etapas e a familiaridade dos gestores com o processo impactou diretamente no sucesso do engajamento dos colaboradores nos PDIs.

Construção conjunta

Outra ação importante para engajar os colaboradores no processo foi encará-lo como uma construção conjunta entre o gestor e o colaborador, dando uma perspectiva de autonomia e responsabilidade para o colaborador, mas sem deixar de lado o papel fundamental do gestor no desenvolvimento dos colaboradores de sua equipe.

Conclusão

Seguindo esses pontos, a Cellpreserve conseguiu engajar os colaboradores nos PDIs e hoje encontra-se mais próxima de alcançar os seus objetivos iniciais. Hoje, estão com uma média de 2,6 PDIs por colaborador que participou do Ciclo de Avaliação.

É fundamental destacar que a Gestão de Desempenho é um processo que deve ser retroalimentado e melhorado cada vez mais a cada novo ciclo. Sendo assim, se comparado ao ciclo de avaliação anterior, tivemos um aumento de quase 50% no número de PDIs por pessoa na Cellpreserve. Agora, com o sucesso na melhoria do engajamento dos colaboradores nos PDIs a equipe passa a expandir os seus olhares e anseiam por novos desafios, visando ainda mais melhorias para o processo.

Deixe um comentário