Blog ImpulseUP
É preciso preparar o time para a volta ao trabalho presencial.

RH, a empresa vai voltar ao presencial? Veja dicas para preparar o time!

Já passamos de um ano e meio de pandemia e trabalho home office. E agora, com o avanço da vacinação, sua empresa vai voltar ao presencial. O que, você, RH, pode fazer?

Diferentemente das mudanças repentinas que vivemos há alguns meses, a volta ao trabalho no espaço físico da empresa não precisa ser feita às pressas e sem planejamento. Muito pelo contrário! 

O momento pede organização e paciência. Sim, muita paciência. Afinal, estamos lidando com pessoas que tiveram as vidas alteradas drasticamente e qualquer novidade a mais pode não ser muito bem-vinda. 

Para te ajudar nessa verdadeira missão, listamos algumas dicas para preparar o time e a empresa para esse tão importante acontecimento. 

Elabore um plano de ação 

Os gestores da empresa entenderam que já é momento de voltar ao escritório, então é hora de você, RH, entrar em cena!

Por isso, para o retorno, é fundamental considerar alguns pontos como: a atual saúde física e mental dos colaboradores, as condições de segurança do espaço em relação à prevenção do contágio de COVID-19, estipulação de prazos, comunicação, questões jurídicas e trabalhistas, etc. Mesmo que as decisões não sejam tomadas diretamente pelo Time de Recursos Humanos, é importante acompanhar todo o processo. 

Depois de pronto, formalize o plano de ação junto aos diretores, sendo crucial para o funcionamento que todos entendam o que for estipulado. 

Foque na comunicação

A melhor forma de lidar com o retorno ao escritório é agindo com antecedência, clareza e, principalmente, transparência.

Dessa forma, prepare comunicados, reuniões, faça pesquisas. Os últimos tempos foram marcados por muitas incertezas e inseguranças, é seu papel garantir que a volta ao trabalho não seja mais um desses momentos. 

Quanto mais as pessoas participarem do processo, mais fácil será a adaptação e aceitação delas.

Verifique as condições físicas do local de trabalho

Os colaboradores não devem ir trabalhar com medo. Pensando nisso, a empresa deve assegurar as condições e recomendações determinadas pelos órgãos competentes. 

Isso inclui a ventilação do espaço, monitoramento de temperatura corporal, limpeza e desinfecção constante do ambiente, além do oferecimento de itens de proteção como máscaras e álcool em gel.

A empresa deve garantir o acesso à álcool em gel e máscaras.
A empresa deve garantir o acesso a itens de proteção como álcool em gel e máscaras.

Nesse sentido, também é imprescindível verificar quem já tomou a vacina e está imunizado, seja ela qual for (CoronaVac – Sinovac, AstraZeneca, Pfizer, Janssen, etc.). Estimule, inclusive, que as pessoas se vacinem! 

Também deve ser implementado um processo para lidar com os casos suspeitos e confirmados da doença, devendo ainda haver o acompanhamento dos colegas que tiveram contato com essas pessoas.

Por fim, considere outras medidas de acordo com as necessidades da empresa, lembrando que, havendo contato direto com o público, as medidas de segurança devem ser redobradas.    

Conheça o seu time

As pessoas são únicas, com seus medos, dificuldades e anseios. Por isso, é importante entender a situação atual de cada um dos colaboradores.

Assim, faça pesquisas, reuniões individuais e em grupo. Nesse sentido, as avaliações de desempenho podem ajudar no acompanhamento da produtividade antes, durante e após o retorno ao trabalho presencial. 

Quando há o monitoramento constante dos funcionários, a identificação e, mais ainda, a solução de problemas se torna muito mais eficiente.

Utilize um método de avaliação de desempenho que possibilite a criação de gráficos comparativos individuais e em grupo, além de acompanhamento histórico dos dados Lembre-se que essas informações irão guiar as suas decisões.

Invista em uma plataforma de soluções para gestão de pessoas já consolidada no mercado que possa te ajudar durante todo esse processo sem a necessidade de uma assinatura. 

Consulte o jurídico   

Muitos contratos foram alterados durante a pandemia e, com a volta ao trabalho, essas mudanças precisam ser analisadas com muita cautela. 

Redução de carga horária, jornadas de trabalho invertidas, salários modificados: nada disso pode ser desconsiderado quando a empresa voltar ao presencial. Evite dores de cabeça no futuro!

Por isso, é importante também avaliar os casos de colaboradores com comorbidades e que, mesmo com a volta da maioria, devem permanecer em casa. É papel da empresa garantir a segurança de todos. 

Seja flexível ao estipular o retorno ao escritório

Entenda que as regras devem existir e precisam ser respeitadas, mas, quando se trata de pessoas, é sempre importante entender que elas são diferentes e isso não pode ser desconsiderado. 

Assim, forçar um colaborador que visivelmente está apavorado com o retorno, além de contraprodutivo, é desumano.

Crie planos adaptados aos que estão com mais dificuldades, ofereça diferentes tipos de suporte, incluindo o psicológico. A pandemia e o isolamento social não estão sendo nada fáceis e é crucial agir com cuidado. Lembre-se sempre que são pessoas cuidando de pessoas.

Nesse sentido, considere a implementação do trabalho híbrido, levando em consideração a escolha dos colaboradores. Alguns irão performar melhor permanecendo em home office, outros voltando para o escritório. Mas existe um terceiro grupo que irá preferir trabalhar alguns dias de forma presencial e os outros online. Tudo depende da realidade de cada empresa. Sendo possível adaptar, por que não?

Se possível, permita que o colaborador decida pelo trabalho presencial ou remoto.
Se possível, permita que o colaborador decida pelo trabalho presencial ou remoto.

Aliás, seja flexível inclusive com seus próprios planos. O surto de Coronavírus não acabou e tudo que você planejou para a empresa voltar ao presencial pode ser alterado em questões de dias e, até mesmo, horas. Então, não se apegue demais e seja resiliente.

Não se esqueça das experiências vividas nos últimos meses: novas ondas da doença, mudanças nas regras governamentais, descobertas científicas, etc. Vale a pena, inclusive, pensar em um “Plano B”.  

Chegou a hora da empresa voltar ao presencial

O dia marcado para a volta chegou! Prepare o ambiente com carinho, faça as pessoas se sentirem bem e felizes por estarem ali. Se for possível, crie alguma recepção ou atividade especial para esse dia. 

Além disso, pense na possibilidade de oferecer testes de Covid-19 para aumentar ainda mais a segurança e confiança dos colaboradores. 

É hora também de alinhar as expectativas: não espere que o trabalho volte a ser o mesmo. O mundo mudou, as pessoas mudaram. E tudo bem. É hora de criar novas possibilidades, viver outras situações, testar projetos. Estamos passando por um momento histórico e estamos aprendendo a como seguir em frente. 

Se quiser mais dicas sobre gestão de pessoas, não deixe de conferir nosso artigo sobre como identificar e desenvolver talentos na empresa clicando aqui.

Deixe um comentário