Blog ImpulseUP
Levantamento-necessidades-de-treinamento

LNT: Tudo o que você precisa saber

Mesmo com o mercado competitivo, sabemos que os recursos das empresas estão cada vez mais limitados. Se por um lado, há uma necessidade eminente de gerir os gastos com mais eficiência, por outro, também existe o dever de capacitar os colaboradores. Isso acontece por diversos motivos, sendo alguns deles: alteração da legislação, mudança no quadro de funcionários e transferência de cargos. Como equilibrar essa balança? O LNT – Levantamento das necessidades de treinamento pode ser uma resposta.

No entanto, mesmo que inserido no cotidiano da empresa, o LNT precisa ser feito de forma adequada. Na realidade, esse levantamento baseado em dados costuma ser feito apenas com os gestores que acabam definindo os treinamentos que serão introduzidos na agenda de atividades dos colaboradores.

No entanto, esse é um procedimento de efetividade bem baixa. É necessário angariar dados precisos para fazer esse levantamento com eficiência, isto é, reduzindo os cursos e potencializando os ganhos.

Mas como fazer isso? Neste artigo, vamos trazer tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Fique com a gente!

O que é levantamento de necessidades de treinamento?

Como a sua empresa avalia o que precisa ser desenvolvido? Esperam o gestor falar o que os funcionários precisam? Fazem uma lista de treinamentos que eles precisam no decorrer daquele ano? Reservam um orçamento e escolhem cada caso sobre livre demanda? Chamam um treinador que está na moda? Ou retiram essas informações da avaliação de desempenho e pesquisa de clima? Ou ainda, espera acontecer um grande problema para só assim inserir treinamento?

O ideal é que o LNT utilize análises de dados diagnósticos para indicar quais são as prioridades de treinamento e desenvolvimento nos níveis da organização (treinamentos organizacionais), no nível da função (para cargos, áreas e grupos) e no nível do indivíduo (para pessoas com gaps específicos).

Esses dados podem ser coletados de diferentes maneiras: pelo planejamento estratégico (quais competência são requeridas para o alcance do objetivo estratégico), das metas e performance e da avaliação de desempenho comportamental.

Mas o que é LNT?

Basicamente, o LNT – Levantamento das necessidades de treinamento, é um mapeamento e um planejamento prévio do que vai ser feito de treinamento para a equipe. Como dito acima, realizar um treinamento para um time é um investimento que gera muitos custos. A Amazon, por exemplo, investirá cerca de US $ 700 milhões para treinar 100.000 colaboradores até 2025, isso equivale a um investimento de US $ 7.000 por funcionário.

Um exemplo disso é a hora parada do instrutor – se for interno – e dos colaboradores que participam do procedimento. Em uma padaria, por exemplo, se 30 pessoas vão participar de um treinamento com 2h de duração, considerando que o time receba R$30,00 a hora, a empresa tem um custo adicional de R$1.800,00. Por esse motivo é importante que o treinamento faça sentido e que traga resultados no futuro.

Para o que serve o Levantamento das necessidades de treinamento?

Quando a empresa se vê no meio de uma crise, independente se seja externa ou interna, tende a cortar gastos, retirando a verba destinada aos treinamentos. No entanto, é preciso entender que investir nessa área significa investir no futuro da companhia.

O LNT serve justamente para garantir que haja uma boa alocação do dinheiro, capacitando os funcionários de acordo com suas necessidades individuais e coletivas, e pensando em como isso pode retornar para a empresa.

Por exemplo: ao invés de contratar mais vendedores para a equipe de vendas, vale investir em treinamentos para tornar os atuais mais ágeis e proativos na sua função.

Quando os treinamentos são atropelados e não são adequados ao que a empresa realmente precisa, o CEO da empresa pode reclamar que o dinheiro está sendo desperdiçado, e na verdade realmente está.

Por isso, ao implementar o LNT na corporação, existe uma otimização dos investimentos feitos em treinamentos, de forma a melhorar as habilidades da equipe com base nas necessidades da empresa. O método ajuda a determinar metas de curto, médio e longo prazos em termos de desenvolvimento interno e seu impacto nos resultados corporativos.

Quais as vantagens?

Aplicar o LNT no ambiente corporativo pode trazer benefícios de curto e longo prazo para a empresa e para o repertório dos colaboradores que aumenta cada vez que ele é inserido em um treinamento que faça sentido para ele. Listamos algumas dessas vantagens abaixo:

  • Deixa claros quais são os objetivos do treinamento e os resultados esperados;
  • Determina conhecimentos necessários com base em dados coletados;
  • Determina quais as dificuldades de desempenho a partir de uma análise individual e coletiva;
  • Prioriza a resolução de problemas de performance com base no objetivo da organização;
  • Avalia seus recursos disponíveis antes de tomar as decisões;
  • Desenvolve um treinamento alinhado com as reais necessidades da equipe;
  • Torna mais transparente e sólida sua justificativa para alocação dos recursos;
  • Maiores índices de adesão às atividades por meio do apoio dos gestores diretos para adesão dos times na etapa de realização do treinamento.

A 13º edição da Panorama do treinamento no Brasil indicou que dentre os critérios preferenciais que as empresas utilizam para definir sua verba anual de T&D, 65% é com foco em LNT. Ou seja, se comparada com índices passados, mais empresas estão investindo no procedimento, o que comprova os benefícios citados acima.

No entanto, é válido questionar: será mesmo que esses 65% estão usando um LNT adequado ou estão sendo influenciados somente pelas subjetividades dos gestores e pelos incêndios que o RH precisa apagar?

Como fazer um bom LNT – Levantamento das necessidades de treinamento?

Analise o contexto da empresa

Nesse momento, cabe entender quais são os objetivos da empresa dentro do planejamento estratégico para aquele ano, as metas dos departamentos e até mesmo os objetivos de cada equipe. Se foi estipulado como estratégia que a empresa seja mais inovadora e disruptiva, é preciso desenvolver melhor uma linha de desenvolvimento para promover isso nos colaboradores, por exemplo.

Utilize dados levantados a partir de outros processos

No dia a dia das empresas é muito comum o uso de procedimentos para recolher dados inteligentes da situação dos colaboradores. Dois deles são a avaliação de desempenho e a pesquisa de clima, estes oferecem informações muito relevantes que podem ser levadas em consideração pelos gestores e RH no momento de decidir os possíveis temas de treinamentos.

O ImpulseUP pode ser usado para facilitar a captação de dados inteligentes pois possui um sistema completo com Avaliações, PDI, Nine Box, Feedback e diversos relatórios.

Cabe aos gestores em conjunto com o RH conhecerem, de fato, a rotina da equipe que supervisiona. Saber as atividades que são feitas ajuda na identificação de demandas para treinamento e desenvolvimento desses colaboradores.

Além disso, com o mapeamento de competências, é possível fazer uma leitura dos processos de negócio da empresa e das atividades que cada cargo, área e nível dos colaboradores. E ainda, relacionar esses pontos com a estratégia geral da organização.

A partir disso, trazer as competências estratégicas do negócio para o desenvolvimento profissional do colaborador.

Periodicidade

A periodicidade do LNT pode ser trimestral, semestral ou até mesmo anual, dependendo apenas do que funcionar melhor para a empresa, ou seja, do seu ritmo. As empresas que tem ciclos mais longos acabam fazendo anual.

No entanto, tem empresas que mudam tudo muito rápido, baseadas em metodologias ágeis e okrs, por exemplo, Nesses casos, é comum que haja uma ciclagem de desenvolvimento muito mais acelerada.

Logo, não há necessidade de estabelecer regras se baseando em como empresas concorrentes atuam. O importante é que ele seja revisado com frequência, até porque as necessidades podem mudar de acordo com o cenário.

Uma época recomendada para fazer o levantamento é no fechamento de ciclos, quando já se tem dados sobre o desempenho dos colaboradores naquele período de tempo. Como um LNT normalmente precede os programas de T&D, é muito importante que haja uma mobilização para conscientizar a equipe da importância do LNT.

Custo

Além disso, é essencial que o Levantamento das necessidades de treinamento – LNT, esteja associado ao orçamento estipulado para aquele ano na organização. Não adianta ter ideias geniais, sendo que estas ultrapassam o teto de gastos, serão recusadas e tempo será perdido. Por isso, fique atento aos detalhes.

É válido lembrar que é possível fazer treinamentos com custos bem baixos. Estes surgem a partir do compartilhamento de experiências, do uso de referências internas, trocas de áreas, dentre outros.

Uma opção viável é o microlearning. Funciona assim: o LNT pode indicar gaps que podem ser supridos não com treinamentos, mas com ações de desenvolvimento independentes.

Leitura de livros gratuitos disponíveis em pdf, podcasts, tedtalks, filmes, vídeo aulas e cursos gratuitos são alguns exemplos. Portanto, em empresas cujo orçamento é mais limitado vale a pena usar a criatividade nesses momentos.

Conclusão

As empresas que são referências em gestão de pessoas possuem um LNT – Levantamento das necessidades de treinamento, bem estruturado e baseado em dados. Elas mantêm uma otimização processos, treinamentos bem fundamentados e obtêm retorno desse investimento. Investindo nesse processo, o RH se torna muito mais estratégico e assume um dos seus papéis na empresa com eficiência.

Agora que você já sabe realizar um LNT, que tal aprender a mensurar os resultados? Veja aqui quais são os indicadores de treinamento!

Deixe um comentário