Blog ImpulseUP
fit cultural

Fit Cultural: como saber se o colaborador se encaixa na empresa?

Existe um problema que toda empresa, principalmente o RH, se depara eventualmente: colaboradores que podem até possuir os conhecimentos necessários para sua atuação, mas que parecem não compartilhar dos mesmos valores da organização. Isso pode ocorrer por falta do chamado fit cultural, que nada mais é que o alinhamento que o colaborador possui com a cultura da empresa.

Ou seja, a compatibilidade do fit cultural indica quanto o colaborador vai se encaixar com a empresa em todos os seus comportamentos, costumes e valores. Mas, para isso, existem meios próprios para medir essa afinidade.

Quando avaliar o fit cultural?

É muito comum observar empresas avaliando o fit cultural ainda no processo de recrutamento e seleção de candidatos. Entretanto apenas essa avaliação pode não ser suficiente, visto que o fit cultural depende de diversos fatores da vida pessoal daquele colaborador. Aliás, esses fatores podem mudar ao longo do tempo.

Nesse sentido, um bom exemplo de um fator que pode mudar é justamente o objetivo profissional daquela pessoa e o que ela pretende alcançar com o trabalho. Ou seja, é uma questão que vai evoluindo junto ao colaborador.

Portanto o fit cultural precisa ser avaliado para além do momento da contratação. Assim, ele deve ser utilizado até mesmo como uma ferramenta para fortalecer os vínculos organizacionais e aumentar o engajamento e a satisfação do colaborador com o trabalho.

Além disso, também é válido destacar que buscar a compatibilidade entre empresa e colaborador traz benefício direto para a organização. Pois, segundo dados publicados pela Gallup, quando os colaboradores compreendem a missão e os valores da empresa, pode haver uma redução do absenteísmo em até 40% e um aumento da qualidade do trabalho em até 33%.

Assim, para saber o momento ideal de avaliar o fit cultural, é importante se atentar a aspectos perceptíveis que indicam um desalinhamento. Alguns exemplos são a queda da produtividade do colaborador e do desempenho (observada por metas e avaliações de desempenho).

Ademais, há também a mudança da postura comportamental no ambiente de trabalho. Essa mudança é o principal ponto de alerta, pois ela pode afetar diretamente o clima da equipe de trabalho, fazendo o gestor levantar o alerta de algo não está certo.

Por isso, ao perceber alguma mudança neste sentido, é sempre importante promover um alinhamento com o colaborador para entender um pouco melhor a situação. Caso seja algo comum a diversos colaboradores, é importante pensar em aprofundar a análise fazendo uma avaliação do fit cultural de todo o time.

Avaliação de fit cultural

Considerando os benefícios de mapear o fit cultural dos colaboradores, é necessário pensar em como fazer esse levantamento. Nesse sentido, uma das formas mais conhecidas de fazer isso é por meio da avaliação de fit cultural.

Essa avaliação pode ser montada em diversos formatos diferentes, mas deve sempre ser alinhada aos propósitos e valores da empresa. Para te ajuda, segue um passo-a-passo de como montar um formulário de avaliação de cultural:

1- Tenha clareza da cultura

A maioria das empresas possui um MVV (missão, visão e valores) definido. Assim, ele deve ser levado em consideração no momento de criar essa avaliação de fit cultural.

Também é muito interessante criar um material de divulgação da cultura para que os colaboradores estejam sempre cientes da postura esperada deles no ambiente de trabalho. Esse compilado é chamado de culture code. Possuindo clareza dos valores que são importantes para a organização, é possível estruturar uma avaliação mais coerente.

2- Alinhe as expectativas

Depois de definir com clareza os valores mais importantes e decidir o que deve ser avaliado, alinhe com a gestão o que se deve esperar dos colaboradores com relação a cada um dos valores. Essa avaliação é importante, pois muitas vezes não se tem a mesma exigência para todos os valores. Assim, pode-se criar critérios específicos para dizer se a pessoa está alinhada ou não.

3- Estruture as perguntas

Agora que você tem clareza do que avaliar e dos critérios para analisar o fit, já pode começar a pensar em perguntas para avaliar esses aspectos. Normalmente, quando se fala em fit cultural, as perguntas são mais voltadas ao pessoal e estruturadas para que sejam respondidas em uma escala de concordância (discordo a concordo). Por exemplo:

fit cultural

4 – Aplique a avaliação

Com tudo estruturado, basta encontrar uma ferramenta para aplicar a sua avaliação. Lembre-se de escolher uma plataforma que possibilite a análise dos dados com a identificação do colaborador.  Assim, é possível fazer uma análise direcionada, cruzar informações e pensar em planos de ação concretos.

5- Analise e crie planos de ação!

Após aplicar a avaliação, basta analisar os dados de forma segmentada (por áreas, níveis, etc.) e pensar em planos de ação coletivos.

Além disso, também pode ser realizada uma análise de resultados de colaboradores específicos. Dessa forma, é possível até mesmo pensar em planos de retenção e em possíveis movimentações. Com isso, a sua avaliação de fit cultural vai começar a gerar os resultados esperados.

Gestão da Cultura

Mesmo com a avaliação encerrada e os planos encaminhados, sempre se lembre de realizar uma boa gestão da cultura organizacional. Assim, você pode evitar colaboradores desengajados, aumentando a produtividade e o desempenho das pessoas e da empresa.

Para saber um pouco mais sobre cultura organizacional e obter algumas boas práticas, acesse o nosso Guia Completo de Cultura!

Deixe um comentário