Blog ImpulseUP

Cultura de aprendizagem contínua: veja os benefícios

Organizações com cultura de aprendizagem contínua se destacam pela capacidade de inovar, além de garantir qualidade do produto ou serviço prestado e competitividade no mercado.

Mais do que recrutar profissionais preparados, o RH da organização deve preocupar-se em desenvolver e engajar os colaboradores. Dentre as vantagens desse processo está a diminuição da taxa de turnover. Isso porque os funcionários se mantém motivados quando estão em contato com novos conhecimentos.

Além dos benefícios, neste artigo você descobre o que é cultura de aprendizagem contínua e os principais passos para aplicá-la em sua instituição. Veja mais!

O que é cultura de aprendizagem contínua?

A cultura de aprendizagem contínua é quando a cultura organizacional da empresa preza pela busca do conhecimento diariamente. Assim, o aprendizado deve ser tema central nas atividades da empresa.

Esse é um processo que exige continuidade e planejamento. Um bom plano de T&D pode ser o passo inicial para que o aprendizado se torne um valor da empresa. Porém, a equipe de RH deve ir além de preparar treinamentos e atividades de capacitação pontuais.

A aprendizagem contínua em uma organização requer frequente busca por conhecimento e a aplicação dele nas tomadas de decisões e demais atividades rotineiras. O intuito é que esse aprendizado resulte em ações importantes na instituição, como a implementação de novas metodologias e ferramentas.

Por que apostar em aprendizagem contínua?

Com desenvolvimento constante, os colaboradores da instituição se mantém atualizados, preparados e compatíveis com o mercado.

Além disso, uma pesquisa da Josh Bersin provou que as empresas que alimentam o desejo de aprender em seus funcionários têm cerca de 30% de chances a mais de serem líderes de mercado.

Confira algumas vantagens!

1- Retenção de talentos

A cultura de aprendizagem contínua se tornou uma das melhores formas tanto de captação quanto de retenção de talentos. Os profissionais se sentem valorizados e importantes para a empresa.

Ao investirem no capital intelectual dos colaboradores, as empresas desfrutam de um time motivado, comprometido e que busca cooperar com todas as áreas da organização.

2- Desenvolvimento do capital intelectual

Ao manter os talentos e diminuir as taxas de turnover, a instituição também retém o conhecimento adquiridos entre colaboradores.

Assim, o investimento aplicado gera um alto retorno para a empresa. Ela poderá economizar em processos seletivos, em treinamentos repetidos e terá um time altamente capacitado.

3- Desempenho e produtividade

Profissionais capacitados e engajados trabalham de forma mais produtiva e tendem a entregar melhores resultados! Eles se sentem estimulados e conseguem enxergar um plano de carreira na instituição.

Como estabelecer uma cultura de aprendizagem contínua

Grandes corporações como Google e Microsoft já aderiram a esse modelo. Além de terem estabelecido um planejamento de T&D, investem em tecnologia, educação corporativa e buscam otimizar suas estratégias em diversas áreas.

Entretanto, construir um time de fato alinhado com a cultura de aprendizagem em uma empresa pode ser um trabalho desafiador para as equipes de RH e para as lideranças. Veja abaixo algumas dicas que podem ajudar nesse processo!

Recompense o aprendizado

A implementação de um plano de recompensas é uma boa estratégia para incentivar as equipes a buscarem e aplicarem novos conhecimentos. Bolsas de estudos e incentivos financeiros para capacitação são bons exemplos de ações motivadoras.

Assim, é importante estar atento: não é apenas com elogios e estímulos financeiros que se incentiva uma equipe. A instalação de uma biblioteca ou mesmo de um espaço coletivo de estudos pode desenvolver um ambiente que estimule o pensamento crítico.

Use os feedbacks

Feedbacks construtivos devem fazer parte do processo de aprendizagem de todos. Lideranças devem estar abertas a eles, assim como devem transmiti-los aos colaboradores. As pessoas precisam de retorno sobre as atividades desenvolvidas e é importante que saibam no que devem melhorar e se capacitar.

Essa é uma conversa difícil para alguns, mas é melhor não evitar, caso contrário, problemas maiores podem surgir. Para te ajudar, confira o nosso Kit gratuito de orientações de feedback para aumentar o desempenho e engajamento dos colaboradores.

Dê exemplos

Oriente as lideranças esclarecendo que não adianta passar feedbacks se as atitudes deles não espelham as recomendações dadas para os colaboradores.

Se eles querem que um novo hábito se estabeleça, devem exercitar e compartilhar com os colegas. Por exemplo, falar sobre a rotina de leitura, indicar livros, documentários e cursos. É legal que mostrem o que aprenderam para o resto da equipe.

Da mesma forma a equipe de RH pode indicar conteúdos e atividades que agreguem às equipe.

Faça recrutamentos estratégicos

No momento de contratar novas pessoas, busque aquelas que tenham um perfil mais parecido o que você quer para a empresa. Lembre-se que para uma cultura de aprendizagem ser efetiva, pessoas que dispostas a colaborar são essenciais.

Se você quer a equipe mais motivada, busque pessoas motivadas, se você quer um time com sede de conhecimento, busque pessoas curiosas e dispostas a inovar. Para isso, você pode saber um pouco mais sobre fit cultural e como aplicá-lo nos recrutamentos da sua instituição.

Conclusão

Um processo seletivo focado em recrutar grandes talentos é essencial. Porém, não é suficiente mantê-los motivados e produtivos dentro da instituição. A cultura organizacional é um fator de grande peso no desenvolvimento e retenção de bons colaboradores.

Ao estabelecer uma cultura de aprendizado contínua, a organização estimula seus membros a se manterem atualizados, a inovar e agregar novas competências à companhia. Estabelecer plano de desenvolvimento individual pode ser útil para que o RH consiga estabelecer objetivos e metas ao lado dos funcionários e acompanhá-los durante o processo.

Baixe gratuitamente nossa planilha que te ajudará a organizar um PDI.

Deixe um comentário

Vitória Lima

Vitória Lima

Sou graduanda em Psicologia, com enfoque em Psicologia Organizacional e do Trabalho, pela Universidade de Brasília. Atuo nessa área porque acredito que o bem-estar no trabalho pode fazer toda a diferença na nossa vida, uma vez que passamos em média 1/3 do nosso dia a dia no trabalho.