Blog ImpulseUP
Gestão de Talentos

Gestão de Talentos: como cuidar do maior patrimônio da empresa

Não há dúvidas de que um dos maiores desafios do RH de qualquer empresa é a atração, retenção e engajamento de colaboradores. E esse trabalho envolve uma combinação de processos que é chamada de Gestão de Talentos.

A Gestão de Talentos está envolvida em todo o ciclo de permanência de um profissional na empresa. Ela atua desde a seleção, passando pelo desenvolvimento, até o desligamento, englobando muitas das responsabilidades do RH. 

Essa atividade, inclusive, deve estar alinhada às estratégias e objetivos da empresa, sendo uma importante fonte de dados para tomadas de decisão. Já deu para perceber que a Gestão de Talentos é fundamental para uma empresa. Que tal saber mais? 

O que é Gestão de Talentos?      

A Gestão de Talentos é o escopo completo dos processos de RH para atrair, desenvolver, motivar e reter funcionários de alto desempenho.

Administrar uma empresa exige mais do que contratar pessoas que possam executar as tarefas necessárias no dia a dia. Assim, as organizações, para crescer, precisam construir uma força de trabalho competitiva, adquirindo habilidades sob demanda, investindo em aprendizado contínuo e desenvolvimento de habilidades, otimizando o desempenho. 

Fica claro, portanto, que não basta apenas contratar um bom profissional, é fundamental investir no desenvolvimento das habilidades e competências dele. Afinal, as necessidades evoluem à medida que a empresa cresce.

Por isso, o objetivo principal da Gestão de Talentos é criar uma força de trabalho motivada que permanecerá na empresa em longo prazo. A maneira exata de conseguir isso varia de acordo com as características e necessidades de cada negócio. Mas alguns processos acabam sendo mais comuns, conforme será mostrado abaixo. 

Processos de Gestão de Talentos

As atividades de Recursos Humanos de cada empresa são únicas, pois, como foi dito anteriormente, elas devem levar em conta as particularidades da organização. No entanto, os seguintes processos podem ser adaptados para a estratégia de Gestão de Talentos da sua empresa:

  • Planejamento: assim como em qualquer projeto, o primeiro passo é fazer um planejamento, alinhando-o aos objetivos estratégicos da empresa e as necessidades dos colaboradores. Para isso, utilize os dados e resultados que já possui, como taxa de turnover, pesquisas de clima, feedbacks, satisfação de clientes, etc. 
  • Recrutamento: já sabendo o que é necessário para realizar as atividades da empresa, a contratação de novos talentos é mais efetiva, evitando contratações desnecessárias ou de profissionais que não se encaixem no perfil buscado. Utilize estratégias de employer branding para tornar a organização mais atrativa;
  • Onboarding/Inboarding: mantenha um programa de integração estruturado que apresente aos novos funcionários a cultura da empresa e facilite a conexão entre os colegas. Nesse sentido, há também o inboarding, que é quando um profissional é promovido ou realocado para uma nova experiência para se desenvolver, demandando um apoio para a adaptação;
  • Treinamento e desenvolvimento: Embora já tenha sido considerado responsabilidade apenas do funcionário buscar oportunidades de aprendizado, muitos trabalhadores hoje esperam que seus empregadores forneçam as ferramentas, orientação e apoio de que precisam para avançar em suas carreiras;
  • Gestão de Desempenho: ciclos de Avaliação de Desempenho, feedbacks constantes, reuniões 1:1 e implementação de Planos de Desenvolvimento Individual (PDIs) possibilitam que os colaboradores desenvolvam suas habilidades e melhorem a performance. Com isso, há o aumento do engajamento e produtividade, reduzindo o absenteísmo e rotatividade (turnover). 

 

 

Esses são apenas alguns processos que podem ser implementados para que a Gestão de Talentos em sua empresa seja bem-sucedida. 

Benefícios da Gestão de Talentos

Entre os inúmeros benefícios de manter uma Gestão de Talentos bem estruturada, podemos destacar os seguintes:

  • Criação de oportunidades significativas de trabalho e crescimento para os colaboradores;
  • Redução da rotatividade e absenteísmo;
  • Construção e manutenção de um time de alta performance;
  • Fomentação da inclusão e a diversidade;
  • Incentivo ao aprendizado contínuo;
  • Manutenção de dados atualizados para uma melhor tomada de decisão, inclusive para sucessão em cargos estratégicos;
  • Aumento da produtividade.

Essas são apenas algumas das vantagens de investir em uma Gestão de Talentos em sua empresa! 

Ter um RH não é gerenciar talentos

As pessoas são o maior bem que uma empresa tem. Elas são o coração de qualquer negócio. Não cuidar dos talentos significa arriscar a cultura, a satisfação dos clientes, a produtividade e, até mesmo, o crescimento da organização. 

Por isso, não dá para considerar que a sua empresa está gerenciando os talentos só por ter um departamento de RH. É necessário construir uma estratégia bem estruturada e personalizada para obter os melhores resultados. 

E para que você se aprofunde ainda mais no tema, que tal um conteúdo que esclareça sobre as diferenças entre RH e Gestão de Pessoas? Clique aqui para ler!

Deixe um comentário

Olá! 🙋‍♀️

Quer ser um RH mais estratégico e impulsionar os colaboradores da sua empresa?