Blog ImpulseUP
Padronização da Avaliação de Desempenho

Por que é importante a padronização da Avaliação de Desempenho?

A Avaliação de Desempenho é uma prática utilizada nas empresas para diagnosticar lacunas e potencialidades de competências nos colaboradores, equipes e na organização como um todo. 

O seu objetivo é que, a partir da identificação dessas competências por meio de dados, seja possível atuar intencionalmente na performance dos colaboradores para que seja possível melhorar seu desempenho e, consequentemente, o da empresa.

Para que isso aconteça de maneira efetiva, é necessário que as competências sejam definidas de forma a refletir os objetivos e estratégias da empresa e, mais do que isso, que essas competências sejam acompanhadas com constância por meio dos ciclos.

Por isso, neste artigo, vamos aprofundar na importância da padronização da Avaliação de Desempenho e de que formas podemos garanti-la.

A importância da padronização da Avaliação de Desempenho

Em um processo de Avaliação de Desempenho ideal, o primeiro passo é realizar um mapeamento de competências para levantar as competências necessárias para que cada cargo possa realizar suas funções de maneira satisfatória e a empresa alcance seus objetivos.

Assim, esse processo envolve diretamente a estratégia da organização. Por isso, é preciso se pensar nas competências a longo prazo.

Dessa forma, a constância nesse acompanhamento do desempenho da empresa é o que irá garantir que sua estratégia esteja sendo seguida de forma clara. É como se cada ciclo de Avaliação de Desempenho fosse um termômetro que medisse o quanto o desempenho dos colaboradores está alinhado à empresa.

Nesse sentido, se as competências avaliadas mudam a cada ciclo, isso pode indicar dois problemas: a estratégia da empresa não está clara ou a avaliação não está alinhada à estratégia. Ambos os problemas impactam negativamente a Gestão de Desempenho na empresa.

Além disso, a mudança constante de competências torna inviável a análise do desempenho entre os ciclos, já que os dados da rodada anterior se referem a competências totalmente diferentes das atuais. 

Essa mudança frequente também impacta na experiência do colaborador individualmente. Lembre-se que a avaliação é um momento em que as expectativas em relação ao desempenho dele são cobradas. 

Se essas expectativas mudam constantemente, o profissional pode se sentir desmotivado a melhorar seu desempenho, pois ele percebe as competências avaliadas como obsoletas.

Vale ressaltar que a padronização da Avaliação de Desempenho é um processo que requer certa maturidade da empresa, e esta requer experiência. 

Por isso, é importante entender a relevância desse processo, mas é ainda mais importante não se deixar paralisar na hora da implementação da Avaliação de Desempenho. É preciso dar o primeiro passo e ele nem sempre estará isento de erros.

Como garantir a padronização da Avaliação de Desempenho

O primeiro passo para garantir a padronização da avaliação é mapear competências que realmente façam sentido para o cargo em questão e para a estratégia da empresa. É preciso definir competências que realmente são essenciais para o exercício daquela função. 

Por exemplo, é muito importante que um gestor tenha um bom desempenho em Liderança. No entanto, será que essa competência faz sentido para pessoas que não ocupam cargos de liderança? Definir competências adequadas diminui a necessidade de que elas sejam revisadas posteriormente ou com frequência.

Uma vez que as competências são definidas e que a avaliação é respondida, é preciso se dedicar ao acompanhamento dessas competências para além da Avaliação de Desempenho. 

Possuindo os dados de desempenho dos colaboradores, é preciso agir sobre eles.  Por exemplo, garantindo a realização de Planos de Desenvolvimento Individuais (PDIs), acompanhamento em reuniões 1:1 e troca de feedbacks constantes. 

Além disso, esse é o momento de utilizar os dados da avaliação para tomar decisões na empresa, como promoções, realocações ou desligamentos.

Por fim, uma boa forma de garantir a padronização da Avaliação de Desempenho é por meio de plataformas digitais de Gestão de Pessoas

Nesse sentido, o uso de uma plataforma evita o retrabalho do RH na hora de criar uma nova Avaliação de Desempenho. Além disso, ela mantém os dados de desempenho centralizados em um único lugar. 

Isso facilita a análise entre ciclos e, além disso, torna o processo de gestão mais acessível e transparente aos colaboradores, que podem acessar a plataforma facilmente.

Para empresas com colaboradores e sedes em diversas localidades, possuir todos os dados e questionários em um mesmo local agiliza o processo.  Uma solução completa também possibilita que as avaliações sejam padronizadas, tornando-as mais justas. 

Padronizar para funcionar

A padronização da Avaliação de Desempenho é um processo essencial para que a Gestão de Desempenho esteja alinhada aos objetivos da organização. Esse alinhamento facilita a prática de um RH mais estratégico e mais focado em dados.

Além disso, a constância das competências, por meio dos ciclos, é o que torna possível realizar análises dos dados entre os ciclos de Avaliação de Desempenho. O próprio colaborador, individualmente, consegue ter uma clareza maior do seu desempenho ao longo dos ciclos.

E como vimos, uma forma prática de facilitar esse processo de padronização é por meio da utilização de softwares de Gestão de Pessoas. 

O uso de plataformas digitais facilita o uso recorrente de um mesmo formulário de avaliação, mantém os dados centralizados e torna todo o processo mais acessível aos colaboradores.

Agora que você já sabe a importância de padronizar as Avaliações de Desempenho e como uma ferramenta pode facilitar o processo, que tal conhecer ainda mais as vantagens de uma solução completa para Gestão de Pessoas?

Clique aqui para acessar o conteúdo que preparamos!

Deixe um comentário