Blog ImpulseUP

Diferença entre chefe e líder: tudo o que você precisa saber

Quando o assunto é liderança, hora ou outra a discussão pode esbarrar na diferença entre chefe e líder. Normalmente, são posturas opostas adotadas por quem ocupa um cargo de chefia.

Neste artigo, a gente te explica o que envolve essa diferenciação e como essa questão afeta o desenvolvimento das equipes e dos colaboradores. Continue com a gente!

Postura do chefe

Para começarmos a entender melhor qual a diferença entre chefe e líder, vamos descrever o comportamento padrão de cada uma dessas figuras.

O chefe é conhecido por ter uma postura mais inflexível. Ele dá mais importância ao benefício que aquela liderança traz para ele próprio (como um salário melhor e ter poder de decisão, por exemplo).

Essa conduta é vista como um modo ultrapassado de liderança. Isso porque o chefe não se preocupa com o desenvolvimento das pessoas que lidera. Apesar disso, cobra muito resultado sem dar a devida orientação, o que gera um clima organizacional mais tenso, desagradável e cheio de pressão.

Postura do líder

Um bom líder não se coloca acima de nenhum dos liderados. O foco dele é caminhar junto a equipe. Ele dá a devida importância à orientação das equipes e deixa os colaboradores confortáveis.

É importante também falar que a base de uma boa liderança é ser exemplo. É a partir do próprio comportamento que o líder mostra como os liderados devem agir e transmite confiança nas decisões tomadas.

Principais situações que evidenciam a diferença entre chefe e líder

Visto que os cargos de liderança são pontos estratégicos e que podem ser determinantes no desempenho de uma equipe, a forma como esses gestores agem pode impactar diretamente diferentes pontos dentro da organização.

Vamos enumerar algumas situações em que é possível notar a diferença.

Celebração de conquistas

Como já foi falado anteriormente, um chefe monopoliza as conquistas nele mesmo. Costuma não reconhecer o trabalho da equipe por trás de uma meta batida ou de uma venda muito importante.

Já o líder entende bem cada passo que levou a equipe até aquela conquista. Por isso, reconhece o trabalho de cada colaborador, uma vez que o êxito só foi possível com um conjunto funcionando bem.

Informação

Um bom líder se esforça para ser bem informado sobre o segmento em que trabalha. Ele é mais aberto a inovação, pensa em como os processos podem ser otimizados e não abre mão de divulgar conteúdo interessante com a equipe.

O chefe, por sua vez, prefere os processos de trabalho mais tradicionais e burocráticos possíveis. Não busca muita capacitação por considerar que o que sabe já é o suficiente.

Capacitação

Como partimos do princípio que o líder foca os esforços em desenvolver as pessoas que lidera, sabemos que ele também se preocupará, consequentemente, com a capacitação delas.

É por isso que líderes são mais preocupados em oferecer cursos para os colaboradores, compartilham conteúdo relevante e recomendam leituras, por exemplo. Em parceria com o RH estratégico, esse trabalho de desenvolver e treinar é feito de forma mais direcionada e eficiente.

Já um chefe pode até mesmo ver essa atitude com maus olhos.

Isso porque, como foi dito anteriormente, um chefe foca nos aspectos da liderança que são positivos para ele mesmo. Dessa forma, ele vê com desconfiança o desenvolvimento de outros talentos, que podem tomar o lugar dele em algum momento no futuro.

Vale ressaltar que um bom líder não se preocupa com o aprimoramento das habilidades dos colaboradores apenas por querer mais lucro. Ele entende que um ambiente de trabalho é bem mais interessante quando oferece aprendizado constante.

Segurança

Ter conversas sobre temas mais delicados, como um feedback construtivo ou a negociação de um aumento podem ser bem complicadas para um colaborador quando a chefia não é aberta a ouvir.

Um bom líder deixa a equipe tranquila nesses momentos porque transmite segurança e se mostra aberto aos comentários. Já o chefe, sempre inflexível, não oferece um ambiente propício para negociações com os colaboradores.

Ele também não é aberto a receber feedbacks e não sabe passá-los para a equipe. Faz comentários imprecisos que podem impactar negativamente os funcionários.

Delegação de tarefas

Um chefe não dá autonomia para que os liderados desempenhem as tarefas. Ele também supervisiona o andamento das demandas de forma exagerada, pressionando o colaborador de forma negativa.

Já o líder dá autonomia para o trabalho que precisa ser feito e confia no trabalho do colaborador. Ele acompanha, sim, o projeto, mas respeita o espaço e interfere apenas para ajudar o funcionário.

Tomada de decisões

Um bom líder não é egoísta e sempre pensa em como as decisões dele vão impactar outras pessoas. Por isso, sempre que possível leva as situações para e equipe, de forma aberta a ouvir comentários e tomar uma boa decisão para todos.

Mas quando essa consulta não é possível, com certeza ele pensará em uma decisão que não prejudica outras pessoas. Do outro lado, o chefe pensa primeiro no benefício próprio e não se atenta tanto às consequências que as decisões podem ter em outras pessoas.

Essas são algumas características que demonstram a diferença entre chefe e líder. Vale ressaltar também que hoje o mercado valoriza bons líderes que conseguem alcançar ótimos resultados sem se esquecerem do cuidado necessário com o pessoal.

Já existem pesquisas que mostram como uma gestão mais estratégica é muito necessária no cenário corporativo atual, com mudanças cada vez mais rápidas e um mercado bastante competitivo.

Este estudo da FGV, por exemplo, fala sobre como, nesse contexto, é necessária a mudança de postura do chefe quadrado e inflexível para um líder preocupado em “remover barreiras e aumentar as oportunidades para que a equipe atinja a satisfação almejada através de bom desempenho no trabalho”.

Uma boa liderança, compreensiva, capacitada e flexível, pode transformar o clima organizacional da instituição. Os colaboradores se sentem mais reconhecidos e incentivados a inovar e crescer.

Deixe um comentário