Blog ImpulseUP

Dinâmica Quebra Gelo: o que é e como funciona

Colaboradores engajados fazem toda a diferença em uma empresa. Trabalham em conjunto, ouvem as opiniões dos colegas, se tornam mais criativos e com a sensação de pertencimento. Mas como torná-los assim? Investir em dinâmica quebra gelo pode ser um começo.

Com o grupo integrado, a relação entre as pessoas flui de maneira natural, evitando possíveis conflitos e diminuindo a tensão no ambiente corporativo. Por meio dessas dinâmicas é possível fortalecer a equipe, de forma que o vínculo entre as pessoas se torne mais forte.

Portanto, o intuito é romper com o silêncio constrangedor e fazer com que as pessoas conversem, interajam entre si. É importante frisar que as pessoas novatas na organização precisam ter esse momento para que não fiquem acanhadas.

Além disso, as dinâmicas precisam ser divertidas, altamente interativas e fáceis de entender. Cabe ao RH pensar fora da caixa e criar atividades que realmente impactem os colaboradores, vale se inspirar em outras instituições também. Mas não se esqueça de que essas ações precisam estar de acordo com a cultura organizacional da empresa.

Vantagens:

As vantagens da dinâmica quebra gelo são perceptíveis no curto prazo, são elas:

  • Quebra o gelo do ambiente fazendo com que fique descontraído;
  • Diverte as pessoas;
  • Interação, integração e socialização das pessoas participantes;
  • Energiza e motiva as pessoas;
  • Melhora o entrosamento e o relacionamento interpessoal;
  • Promove a autenticidade nas pessoas;
  • “Desarma” as pessoas;
  • Quebra as barreiras;
  • Facilita o envolvimento;
  • Auxilia no momento de iniciar uma conversa;
  • Transforma a corporação em um ambiente de aceitação, empatia, respeito, confiança, liberdade, diálogo, sinergia e compartilhamento.

Por que realizá-la?

Pertencimento ao time

Esse detalhe é muito necessário quando falamos de novos colaboradores. Após eles serem contratados pelo RH por meio do processo de recrutamento e seleção, entram na empresa sem conhecer ninguém e, principalmente, sem conhecer a cultura organizacional.

Essa fase de adaptação é normal, mas não quer dizer que seja fácil para todos. Por isso, as dinâmicas de apresentação são importantes para apresentar os novos colaboradores e fazer com que eles rapidamente se sintam parte do time.

Aliviar competitividade

Geralmente as pessoas têm visões erradas sobre o trabalho e as relações criadas dentro dele, principalmente quando não tem conexão com os colegas. Esse comportamento gera uma concorrência desnecessária entre os funcionários, fazendo-os ficar em estado de alerta o tempo todo.

Quando o RH implementa as dinâmicas, o resultado é reverso. Os colaboradores sentem afinidades e desenvolvem relações saudáveis, o que faz com que o grau de competitividade do ambiente seja aliviado. Cada um faz o seu trabalho sem se preocupar tanto com o outro.

Retenção de talentos

Para os colaboradores que já pertencem ao time, uma boa razão para incorporá-los nas dinâmicas, além das citadas, é por conta da retenção de talentos. As dinâmicas podem fortalecer a relação entre as pessoas da equipe e possibilitar uma visão do todo que, muitas vezes, passa despercebida na rotina de trabalho.

Expandindo a visão dos colaboradores mais antigos e trazendo consciência para as relações, é possível aumentar o seu comprometimento e engajamento. A participação das pessoas mais antigas pode, inclusive, facilitar a integração e a socialização das pessoas mais novas na empresa e agregar credibilidade para as ações de RH.

Identificar líderes

Algumas pessoas já possuem o espírito de liderança mais aflorado desde a infância, mas isso não quer dizer que esse atributo não precisa ser desenvolvido. Algumas atividades propostas pelo RH podem fazer emergir essas características em colaboradores já aptos, mas também em alguns que nunca se imaginaram em uma posição de liderança.

Por isso, cabe ao RH investir nessas ações para, depois, desenvolver as habilidades e competências nos colaboradores que apresentaram essa predisposição para liderança. Se você quiser saber como criar um programa de desenvolvimento de líderes leia esse artigo.

Incentivar o trabalho em equipe

Com a baixa da competitividade e uma conexão diferenciada entre os colaboradores, o RH pode também incentivar o trabalho em equipe. Esse incentivo começa nas dinâmicas, o que pode assustar e ser desafiador no primeiro contato. No entanto, conforme as pessoas vão se acostumando e percebendo os benefícios de trabalhar em equipe, elas começam a disseminar esses comportamentos no dia a dia corporativo.

Tipos de dinâmica quebra gelo

Rodada de entrevistas

Essa, em especial, é uma dinâmica de apresentação daqueles que trabalham na empresa para aqueles que acabaram de entrar. Nessa ocasião, perguntas como nome, idade, o que faz, de onde veio e sobre família são bem comuns. Mas para quebrar o gelo, perguntas sobre o filme favorito, a comida que mais gosta, sobre o maior medo e o maior sonho são perguntas chave para que um conheça melhor o outro.

Outra sugestão é descrever quando e como entrou na empresa, compartilhar o desafio mais difícil que já enfrentou no trabalho, contar duas coisas pessoais que ninguém ali saiba, descrever uma experiência positiva com o cliente e dizer para os colegas o que mais gosta sobre a empresa. Essa dinâmica reforça a intimidade e faz com que eles se identifiquem.

Perguntas engraçadas

Em conjunto com a dinâmica acima, essa pode selar de vez a conexão entre os colaboradores. Nada melhor para quebrar o silêncio do que boas risadas, e as perguntas engraçadas podem contribuir nesse aspecto. No início pode parecer meio bobo, mas as consequências positivas são logo vistas. Segue abaixo alguns exemplos:

  • Se você fosse um vegetal, o que seria?
  • Caso você pudesse se tornar um animal, qual escolheria e por quê?
  • Se você pudesse morar em qualquer lugar e levar tudo e todos com você, para onde iria?
  • De que cor você é e como se sente?
  • Se você pudesse mudar seu nome, para qual seria?
  • Você é primavera, verão, outono ou inverno? Por quê?
  • Qual de seus pertences você diria que é seu objeto favorito?
  • Se você criasse um slogan para a sua vida, qual seria? Por exemplo: “Coma, dance e ria o máximo que puder, a vida é um presente”.

Caixa de fósforo

A caixa de fósforo é uma dinâmica muito interessante. As pessoas fazem um círculo e cada uma, na sua vez, acende um fósforo e começa a falar de si enquanto tiver chama.

Essa atividade, além de aproximar os colegas de trabalho, os faz pensar sobre momentos e oportunidades que passam rápido pela vida e que precisam ser aproveitados. Além disso, o RH pode observar a capacidade de ser sucinto e agir sob pressão dos colaboradores.

Quem você levaria?

Essa dinâmica é muito simples, mas tem um poder enorme dentro de uma corporação. Escreva em um quadro branco as seguintes perguntas “Quem do time você levaria para uma festa?”, “Quem do time você levaria para uma ilha deserta?” e “Quem do time você moraria junto como amigo (a)?”. Cada um do grupo deve responder em voz alta e explicar rapidamente.

Como qualquer atividade em grupo, é possível que algumas frases engraçadas sejam faladas, mas todo esse processo serve para que o RH perceba e avalie quem no grupo possui maior poder de influência. Portanto, essa ação é ótima para se descobrir os possíveis líderes de uma organização.

Conclusão

Brincar com a memória, utilizar objetos, cantar e trocar confidências também fazem parte da dinâmica quebra gelo em uma empresa. O objetivo principal é aumentar a conexão e mostrar que juntos os colaboradores podem produzir com uma qualidade melhor.

Quer aprender como mensurar os resultados da dinâmica? Confira aqui os indicadores de T&D!

Deixe um comentário