Blog ImpulseUP
matriz-nine-box

Matriz nine box: tudo o que você precisa saber

Para que a área de Recursos Humanos dentro da empresa funcione da maneira mais estratégica possível, é necessário pautar as ações em métodos consistentes e precisos. É importante que as análises sejam fundamentadas em dados claros, como na matriz nine box.

Esse método tem sido cada vez mais usado dentro das empresas. Como o próprio nome diz, este recurso classifica os colaboradores dentro de nove caixas diferentes, a partir de um gráfico formado pelo eixo x horizontal (desempenho e entregas atuais) e eixo y vertical (potencial de crescimento futuro).

É uma maneira bastante visual de enxergar equipes de forma macro e pode ser usada para diferentes propósitos. Continue com a gente para entender melhor a ferramenta nine box e o que os resultados mostrados nela significam.

Para que usar a matriz nine box?

Um dos usos mais populares da ferramenta é para planejamento de sucessões. Ao observar a matriz nine box, é possível perceber quem são os colaboradores mais preparados e produtivos que podem, no futuro, ser promovidos ou ocupar um cargo de liderança que ficar vago.

O método também fica cada vez mais popular por ser de baixíssimo custo. Pode ser construído com em uma planilha, por exemplo, apesar de ficar mais trabalhoso.

Também é possível usar os dados expostos no nine box para criar algum sistema de meritocracias ou bonificação. É uma boa base para fundamentar um plano de carreira e de cargos e salários consistente com as habilidades, entregas e desempenho do colaborador.

Para entender melhor como montar um plano coeso de cargos e salários, leia este artigo. É uma forma de deixar claro para o colaborador as competências e demandas esperadas dele e dá uma perspectiva de crescimento dentro da empresa.

É possível ainda usar a matriz nine box para ter uma visão mais clara e efetiva de quais funcionários precisam ser desenvolvidos (com feedbacks ou Planos de Desenvolvimento Individuais).

Como funciona?

matriz-nine-box-exemplo

Observe a imagem acima. Ela representa um exemplo de matriz nine box. O eixo x ou horizontal representa o desempenho e o eixo y ou vertical, por sua vez, é o potencial. Os colaboradores são distribuídos em cada quadrante de acordo com os resultados de uma análise feita previamente.

Para usar a matriz nine box, é preciso escolher quais são os critérios ou competências que vão servir de padrão para avaliar. Definir parâmetros claros é essencial para que a avaliação não se perca em achismos ou vieses.

O que cada quadrante significa?

De acordo com o posicionamento de cada colaborador, é possível definir o que a instituição pode fazer com ele. Um funcionário que tem baixo potencial mas desempenho acima do esperado é tido como comprometido. Pode ser interessante rever a remuneração dele, por exemplo.

Veja abaixo o que significa a classificação em cada quadrante dentro da matriz e também sugestões de como lidar com cada tipo de colaborador:

  • Baixo potencial e desempenho abaixo do esperado: insuficiente. É bom rever se este colaborador está na função certa. Pode ser o caso de remanejá-lo para uma função menor, com menos atribuições ou, em situações mais graves, demiti-lo.
  • Baixo potencial e desempenho esperado: eficaz. Este funcionário eficaz não costuma dar problemas, faz o que precisa fazer mas não demonstra muita inovação ou criatividade. Treinamentos ou a inclusão em novos projetos pode ser o pontapé que ele precisa para se envolver mais com o trabalho.
  • Baixo potencial e desempenho acima do esperado: comprometido, está na função certa. A remuneração pode ser revista. Também cabe alguma bonificação ou reconhecimento.
  • Médio potencial e desempenho abaixo do esperado: questionável. Como este colaborador tem potencial mas não tem feito boas entregas, pode ser o caso ver se ele não se encaixaria melhor em outra área ou função semelhante.
  • Médio potencial e desempenho esperado: mantenedor. É uma pessoa que já desempenha um bom papel mas está acomodada. Pode ser bom apresentá-la a situações desafiadoras para desenvolver mais o potencial.
  • Médio potencial e desempenho acima do esperado: forte desempenho. Não esqueça de reconhecer o bom trabalho que este colaborador tem feito. Para aumentar o potencial, pode ser bom investir em treinamentos.
  • Alto potencial e desempenho abaixo do esperado: enigma. É importante rever se essa pessoa não está enfrentando algum problema com a equipe ou com o chefe que tem afetado a produtividade.
  • Alto potencial e desempenho esperado: forte desempenho. Este colaborador pode ser reconhecido com bonificações e até mesmo ganhar um cargo superior dentro da própria área.
  • Alto potencial e desempenho acima do esperado: alto potencial, a pessoa mais qualificada para ser promovida ou virar líder no futuro.

Avaliação de desempenho e matriz nine box: um combo de sucesso

Como você leu até aqui, já sabe bem que um dos fatores mais importantes para uma matriz nine box efetiva é usar dados claros, sem vieses ou achismos. Uma das melhores formas de obter esses dados é com uma avaliação de desempenho.

Ela pode ser feita por planilhas ou por um software, que automatiza o processo e poupa tempo. Para entender como um sistema de avaliação de desempenho pode beneficiar a cultura organizacional da sua empresa, confira este artigo.

Depois de realizar a avaliação, os dados podem ser jogados na matriz nine box. Ela vai oferecer uma perspectiva abrangente das ações que precisam ser tomadas para potencializar o crescimento dos colaboradores.

O nine box é uma ferramenta essencial para a gestão estratégica de talentos. Com avaliações de desempenho periódicas, pode ser possível também perceber como o colaborador tem evoluído ou se precisa de alguma orientação.

Deixe um comentário