Blog ImpulseUP

Planejamento de RH estratégico: como fazer?

Investir em um planejamento de RH estratégico pode trazer grandes vantagens para a organização. Aumento da produtividade, atração e retenção de talentos, redução da rotatividade e diminuição de custos são algumas delas.

Neste artigo você vai a ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre RH estratégico e conferir como fazer um planejamento eficiente.

Vamos lá?

O que é RH estratégico?

De modo geral, o RH estratégico consiste no tipo de gestão da área de RH que analisa os profissionais de forma estratégica, ou seja, usa dados reais na tomada de decisões e recorre a tecnologia para obter melhores resultados.

Além disso, compreende o modelo de negócio com exatidão, incluindo as metas e dificuldades dos processos operacionais.

Em resumo, ele assume um papel essencial dentro da organização e participa ativamente do crescimento e rentabilidade da empresa.

Veja algumas das principais características:

  • É responsável pelo treinamento efetivo dos colaboradores;
  • Possui foco na estratégia da organização;
  • Acredita na troca de experiências independente de cargos e funções;
  • Fundamenta as estratégias e ações em dados consistentes, como no People Analytics.

Como ele atua?

Esse modelo de RH atua na elaboração do planejamento estratégico da empresa e desenvolve ações voltadas para o objetivo da organização e o bem-estar dos colaboradores.

Dessa forma, usa ferramentas para aumentar o comprometimento dos funcionários com a missão, a visão e os valores da empresa e contribui para o desenvolvimento individual de cada profissional, a fim de atingir resultados mensuráveis.

De modo geral, um RH estratégico tem algumas características importantes que valem a pena mencionar:

Integração com outros setores

O RH estratégico não atua de forma isolada das demais áreas da empresa. Ao contrário disso, ele se relaciona com o departamento comercial para entender as demandas da área, conversa com o gerente financeiro para definir estratégias economicamente viáveis e assim por diante.

Neste contexto, ele é um intermediador entre as divisões do negócio, para garantir que decisões sejam tomadas considerando o potencial humano da organização.

Retenção de talentos

Neste tipo de gestão, o departamento de RH trabalha de forma estratégica para reter talentos. Assim, prioriza pontos importantes como a motivação, engajamento e desenvolvimento de sistemas de fornecem suporte para o sucesso dos colaboradores.

Os profissionais de RH estratégico também vão analisar o desempenho dos funcionários e saber identificar possíveis situações problema, como colaboradores desmotivados que podem estar prestes a deixar a empresa. Ou ainda identificar aqueles que merecem ser promovidos ou mudados de área e/ou atribuição.

Objetivos alinhados

O RH estratégico desenvolve atividades de integração dos novos colaboradores. Com isso, os funcionários ficam cientes sobre a missão, os valores e os objetivos organizacionais.

Sendo assim, eles têm uma visão mais clara sobre porque a empresa existe, as projeções futuras, quais metas pretende-se alcançar e o que estão fazendo para que isso se concretize.

Desenvolvimento e treinamento

O treinamento e desenvolvimento também está presente no RH estratégico. O objetivo é qualificar o funcionário para que ele se desenvolva de mais efetiva dentro da função que ele assume.

Além disso, essa prática contribui para o aumento da produtividade e melhores resultados para empresa. Sendo assim, cabe ao RH negociar com os gestores a melhor forma de propiciar cursos de capacitação e treinamentos para cada área.

Bancos de dados e sistemas de informações

Os bancos de dados e sistemas de informações não só agilizam o trabalho do departamento de RH, como possibilitam o controle o registro de atividades, frequência, balanço social e auditoria em recursos humanos.

Assim, fica mais fácil definir tomadas de decisões e estabelecer critérios de avaliação, normas e procedimentos para a área.

Os sistemas de informações funcionam como a soma de elementos que atuam de forma integrada para simplificar o planejamento, controle, análise e decisões tomadas pelo setor.

Nesse contexto, é possível definir diretrizes, prever riscos, calcular resultados e criar alternativas para possíveis problemas.

O que é planejamento de RH estratégico?

Podemos definir o planejamento de RH estratégico como um processo que mapeia todas as ações a serem executadas pelo setor, buscando melhorias para o desenvolvimento da empresa e dos colaboradores.

Para isso, é necessário observar as necessidades da organização e considerar o nível de satisfação de todos os profissionais que compõem o quadro de colaboradores.

Dessa forma, o RH é um participante ativo dos processos estratégicos da empresa, ou seja, não apenas cumpre os processos burocráticos do dias a dia. Ao contrário disso, também propõe um modelo de crescimento interno e proporciona vários benefícios como:

  • Aproxima o colaborador dos objetivos esperados pela empresa;
  • Aumenta a satisfação dos funcionários;
  • Contribui para a retenção de talentos.

Como montar um planejamento de RH estratégico?

O planejamento de RH estratégico deve ser elaborado em parceria com os gestores dos departamentos, a fim de definir ações que serão realizadas dentro da organização.

No geral, ele precisa estar alinhado com o planejamento estratégico da empresa, considerando as necessidades da companhia em relação a gestão de pessoas.

Desse modo, ele é composto pelas seguintes pontos:

Definição de orçamento

Todo planejamento envolve questões orçamentárias. Isso porque os colaboradores, como capital de maior valor dentro da organização, geram custos internos.

A verdade é que situações corriqueiras como contratação, demissão, férias e treinamentos são responsáveis por uma série de gastos.

Dessa forma, como o departamento de RH está diretamente ligado a esses assuntos, ele acaba se encarregando de repassar essas informações para a gestão da empresa.

Com isso, ele consegue ter previsão exata sobre os gastos da organização, o que será essencial para definição de orçamento dentro do planejamento.

Esse é um item fundamental, uma vez que, ele vai possibilitar o investimento em recursos como cursos, plataformas digitais, softwares para automatizar processos burocráticos, entre outros.

Análise do clima organizacional

A análise do clima organizacional baseia-se na coleta de dados relevantes sobre a percepção dos funcionários em relação a diversos fatores dentro da organização. A partir dele, é possível identificar falhas e solucionar problemas com mais facilidade.

Proporcionar um bom clima organizacional é fundamental para o progresso e alcance de objetivos dentro de uma empresa. Além disso, influencia na produtividade dos colaboradores e reflete na satisfação e fidelização de mais clientes.

Avaliação de desempenho da equipe

A avaliação de desempenho consiste na avaliação da performance da equipe. Sendo assim, por meio dela, é possível analisar as competências técnicas e comportamentais dos colaboradores e relacioná-las com a cultura da empresa.

Contudo, os principais objetivos são identificar os pontos fracos dos colaboradores para desenvolvê-los e trazer dados precisos para a equipe de RH. É importante que haja uma regularidade nos ciclos de avaliação para que seja possível notar o desenvolvimento de cada um a partir dos relatórios de diferentes momentos.

Algumas empresas escolhem realizar a avaliação trimestralmente, outras semestralmente e algumas anualmente. Tudo depende da maturidade da equipe com o processo e a necessidade de cada organização.

Gestão do recrutamento e seleção

Ter o recrutamento e seleção adequado pode ajudar na redução de turnover na empresa.

Para isso, pode-se aplicar o fit cultural, que consiste na análise da capacidade do candidato se encaixar nos valores, costumes e comportamentos de uma instituição.

Logo, quando a escolha dos funcionários está alinhada com o perfil da empresa, o trabalho vai fluir com maior consistência. E mais, a relação entre os colaboradores será positiva, o que vai ajudar a reduzir o absenteísmo.

Avaliação dos treinamentos e desenvolvimento

Vale destacar que existem vários tipos de treinamentos para os colaboradores, dentre eles podemos citar: treinamento de integração, treinamento comportamental, treinamento técnico, treinamento motivacional e treinamento corporativo.

O que vai determinar o mais indicado é o objetivo específico do RH, que pode ser:

  • Capacitação para utilizar um novo sistema na empresa;
  • Integração entre colegas de equipe;
  • Redução de erros específicos no processo de trabalho;
  • Motivação dos colaboradores;
  • Atualização de conhecimentos.

Gestão do bem-estar do colaborador

O bem-estar está diretamente ligado com a qualidade de vida no trabalho, que pode ser proporcionada por meio de uma preocupação empática por parte do RH.

Sendo assim, alguns pontos podem ser aplicados como:

Oferecer um ambiente adequado: com equipamentos de qualidade, acomodação que proporcione conforto e segurança.

Estimular a prática de atividade física: seja por meio de descontos em academia ou a realização de atividades coletivas como caminhada, ioga, alongamentos, entre outros.

Cuidar do clima organizacional: procurar saber como o funcionário se sente, o que o incomoda, quais são seus medos, o que o deixa alegre, suas expectativas e desafios.

Incentivar a conversa: estimular o diálogo interpessoal entre os funcionários e lideranças, onde a opinião do colaborador é considerada a fim de que ele se sinta parte integrante do coletivo.

Conclusão

O planejamento de RH estratégico nada mais é que uma busca constante por melhorias dentro de uma organização. Por sua vez, ele contribui para o crescimento e desenvolvimento da empresa e dos colaboradores.

É uma forma de organizar as ações que o RH precisa executar e ajuda a equipe da área a manter o foco nos objetivos.

Para continuar aprendendo, leia o nosso Ebook sobre 6 tendências de RH estratégico.

Deixe um comentário