Blog ImpulseUP
aumentar produtividade

Como aumentar a produtividade dos funcionários com a Avaliação de Desempenho?

Manter os colaboradores produtivos faz com que a empresa produza mais e, como consequência, cresça no mercado, tornando-se uma empresa mais competitiva. As empresas mais produtivas conseguem planejar e garantir melhor seus resultados. Dai a importância de trabalhar e aumentar a produtividade na empresa.

Neste artigo você vai entender mais sobre como avaliar a sua empresa e seus funcionários para criar uma estratégia de aumento de produtividade! Vamos nessa?

5 formas de aumentar a produtividade com a Avaliação de Desempenho

Existem algumas maneiras de aumentar e manter a produtividade da sua equipe, e o melhor de tudo é que podemos atrelar todas elas à Avaliação de Desempenho. Junto com a inovação tecnológica, temos um RH estratégico que trabalha em direção às metas da empresa e consegue vincular a maioria dos processos da área.

Se você não sabe o que é e como implantar um RH estratégico, clique aqui e acesse nosso artigo sobre o assunto.

Agora vamos aprender sobre como aumentar a produtividade dos funcionários atrelando essa meta à Avaliação de Desempenho dos colaboradores da empresa. E, de quebra, você também vai entender um pouco mais sobre o RH estratégico!

1. Invista na qualificação dos colaboradores

Contratar ótimos profissionais não garante que eles continuarão mantendo sempre todas as qualificações necessárias para suas funções. O RH se torna estratégico quando integra conhecimento às atividades de rotina da organização, acrescentando vantagem competitiva para a empresa e melhorando a performance das equipes.

É importante que a empresa sempre invista em treinamentos para melhorar não só as competências técnicas dos profissionais, mas também as comportamentais, e assim garantir uma produtividade satisfatória. Os colaboradores vão estar em constante crescimento e sempre aprendendo sobre coisas novas que irão ajudar no dia a dia do trabalho.

Com o Levantamento das Necessidades de Treinamento (LNT), temos quais objetivos precisam ser alcançados e quais problemas devem ser resolvidos com os treinamentos. A partir disso, é preciso identificar quais os gaps de competências que precisam ser preenchidos, comportamentais ou técnicos, a partir dos resultados da Avaliação de Desempenho e do histórico de desempenho do colaborador.

Percebeu como a Avaliação de Desempenho é a base para fazermos um diagnóstico para os treinamentos e com isso aumentar a produtividade? É a partir da análise dos dados da avaliação que conseguimos definir quais são os pontos mais críticos, fazer a estrutura de priorização e direcionar os colaboradores para a capacitação.

2. Deixe claro os papéis de cada um

Problemas na definição de responsabilidades muitas vezes causam prejuízos na produtividade, pois o colaborador não saberá exatamente o que deve ser feito. Portanto, é preciso deixar clara a ordem de prioridades de tarefas e o papel que cada um deve desempenhar na empresa.

O ideal é deixar um canal aberto entre os colaboradores e sua gestão e o RH deve acompanhar a equipe, certificando-se que todos estão atendendo às expectativas, as metas e as prioridades definidas, dando feedbacks contínuos ou mesmo realizando Avaliações de Desempenho.

3. Trabalhe a motivação da equipe

Funcionários felizes produzem mais. A motivação pode ser trabalhada de várias formas, como reconhecimento profissional de forma financeira, através de aumentos de salários, bônus e gratificações, ou também de formas não financeiras como reconhecimento verbal, oportunidades de crescimento e aprendizado, entre outras. Isso faz com que os colaboradores se sintam valorizados e passem a se dedicar ainda mais no ambiente de trabalho.

Mas como fazer o devido reconhecimento a quem realmente merece sem causar injustiças? É importante que as escolhas sejam fundamentadas em dados claros, como na Matriz Nine Box que é alimentada com os dados da Avaliação de Desempenho.

Esse método tem sido cada vez mais utilizado dentro das empresas. Como o próprio nome diz, este recurso classifica os colaboradores dentro de nove caixas diferentes, a partir de um gráfico formado pelo eixo x horizontal (desempenho e entregas atuais) e eixo y vertical (potencial de crescimento futuro).

É uma maneira bastante visual de enxergar equipes de forma macro e pode ser usada para diferentes propósitos. Um deles é o planejamento de promoções e de sucessões, pois ao observar a matriz, é possível perceber quem são os colaboradores mais preparados e produtivos que podem, no futuro, ser promovidos ou ocupar um cargo de liderança que ficar vago.

4. Atenção nas métricas

Estar atento ao nível de absenteísmo, reclamações dos funcionários, inefetividade da comunicação entre os colaboradores e seus gestores, satisfação dos colaboradores com a empresa e não alcance das metas estão intimamente ligados ao fator produtividade.

Analisando essas métricas e entendendo o problema aparente, é possível realizar ações de melhoria, para não haver maiores danos à produtividade da equipe.

Para acompanhar essas métricas de perto, é aconselhável utilizar um sistema de Gestão de Desempenho, pois assim é possível ter uma visão holística de todas as ações, com dashboards automáticos. Realizar todos os cálculos e análises a mão pode demandar muito tempo, o que atrasa a tomada de decisão estratégica quanto à melhora na produtividade dos colaboradores.

5. Tecnologia e Ferramentas

Falando em automatizar através de sistemas… Ferramentas que permitam aos colaboradores acelerar processos, diminuir a burocracia desnecessária e automatizar tarefas manuais devem ser consideradas como grandes aliados da produtividade da equipe. E esse também é um dos grandes aliados do RH estratégico.

Adotar esse tipo de ferramenta para seus colaboradores em seu dia a dia, é uma forma de fazer com que eles possam focar em decisões mais estratégicas, sem contar no acesso a fontes de informações centralizadas e confiáveis.

Muitas empresas começam a fazer o compilado dos dados da gestão em planilhas, que logo ficam obsoletas e confusas pela quantidade de informação. Por isso, é recomendado que o RH tenha como ferramenta principal um software completo que consiga interligar todos os processos da área.

No ImpulseUP, por exemplo, é possível rodar a Avaliação de Desempenho da sua empresa de forma ágil, gerar relatórios precisos e, ainda, cruzar as metas da empresa com as competências no NineBox. Além de compilar todas as informações de performance de colaboradores, como PDI, metas pessoais e organizacionais e feedbacks. Assim, os processos ficam atrelados e os dados não são perdidos!

Conclusão

Nesse artigo, vimos que a Avaliação de Desempenho pode servir como base para muitos processos do RH e de quebra aumentar a produtividade dos funcionários. A avaliação é a base para um bom diagnóstico dos colaboradores para, assim, estruturar treinamentos, o que impacta diretamente na qualificação e consequentemente na produtividade.

Ao definir os papéis e ter uma comunicação eficaz com sua equipe, você também estará impactando na produtividade da empresa. Assim como reconhecer e motivar seus colaboradores, é importante também estar sempre atento às métricas da empresa. E, por último, mas não menos importante, é preciso investir em tecnologia e ferramentas que auxiliem no trabalho do seu time.

Um dos benefícios de usar um sistema completo e de fácil manejo é que, tanto o RH quanto as lideranças podem ter certeza que sempre terão à mão informações relevantes sobre todos os seus colaboradores. Isso acaba trazendo ainda mais transparência e agilidade para as metas.

Agora que você já sabe como aumentar a produtividade da equipe na empresa, aprenda aqui como trabalhar a estratégia de retenção de talentos.

Deixe um comentário