Blog ImpulseUP
Business Partner

Business partner: o que é e como ajuda o RH?

Em tese, o objetivo do Business Partner, ou BP, é conectar as áreas de gestão de pessoas e de negócios. Entretanto, a maioria das empresas desconhecem as exatas tarefas do cargo e acabam encontrando dificuldades para concretizar esse objetivo.

Criado por Dave Ulrich, conceituado especialista em gestão de pessoas, Business Partner é um conceito que surgiu há mais de 30 anos, mas que ainda gera muitas dúvidas sobre o que é e qual é o seu papel em uma organização.

Continue lendo o artigo para saber mais sobre o que é Business Partner e como ele pode ajudar a direcionar as ações de RH.

O que é Business Partner?

Business Partner de RH é um consultor interno responsável pela gestão inteligente de pessoas alinhada às estratégias de negócio de uma empresa. Ele atua como mediador entre a alta gestão da empresa e as diversas equipes, visando potencializar os resultados do negócio.

De acordo com o criador, Dave Ulrich, no livro Human Resource Champions, Business Partner é um profissional que tem por objetivo unir o desenvolvimento humano e os recursos financeiros em uma única estratégia. Ele deve unir a área de RH com a de Negócios, alinhando os focos, as atuações e as necessidades das duas partes.

O Business Partner opera como mediador entre as lideranças e liderados, e sua função consiste em orientar nas tomadas de decisão mais estratégicas da empresa. Também garante que as necessidades de ambas as partes sejam supridas, otimiza o andamento e a qualidade dos projetos e processos da organização. O resultado é uma melhora nos processos da empresa e o alcance de metas e objetivos.

Para o consultor Marco Ornellas, Business Partner é o profissional que trabalha na ponta e em linha com as estratégias, olhando para o presente e para o futuro, para dentro e para fora, ele que interpreta e desenha cenários e usa as ferramentas do design. Tendo como função construir projetos e soluções que tenham valor para as pessoas, para o negócio e que sejam sustentáveis.

Qual é o papel de um Business Partner?

O papel desse profissional é potencializar a performance e aumentar a eficiência organizacional. O mesmo deve mover as práticas e metas do RH para que elas sejam elementos de apoio às estratégias e objetivos do negócio. Trabalhando como um consultor da alta gestão da empresa, dando informações para auxiliar na tomada de decisões e atuando como elo entre gestores e equipes.

O profissional que vai atuar como BP deve ser treinado para desenvolver um olhar estratégico e aprofundado do negócio. Ele deve considerar os objetivos e particularidades, atentando-se para as especificidades relativas à gestão de pessoas.

Além da análise e do planejamento, o BP também desempenha muitas outras funções. Desde aconselhar os líderes, mapear necessidades de treinamento, e até mesmo revisar as políticas da organização. Entre as suas funções, podemos perceber que ele é uma peça muito importante para o trabalho do RH.

Principais atribuições do Business Partner

Um BP tem quatro atribuições que são chaves para o seu bom desempenho. A função de parceiro estratégico, de mediador relacional, de gestor de operações e também de socorrista.

Como parceiro estratégico, esse profissional deve participar da construção do planejamento estratégico, ajudar a identificar os melhores talentos, analisar indicadores de negócio e do RH, criando estratégias preventivas. Além de entender a arquitetura organizacional e como isso impacta nas pessoas, cultura e negócio, também deve agir como um guardião da cultura conciliando ou intervindo nas decisões dos gestores.

Com a função de mediador relacional, o BP deve conhecer, consultar, questionar, aconselhar e ouvir os colaboradores e clientes mediando nos assuntos importantes. Já como gestor de operações seu papel é garantir admissão e onboarding de novos colaboradores, levantar necessidades de treinamento e garantir workflows de pessoas, tais como férias, transferências, ponto e centro de custos.

A atribuição que leva o nome e se resume a de socorrista é de resolver problemas específicos ao nível das unidades, além de mediar e acompanhar a solução de problemas dos colaboradores com o RH e também mediar os conflitos a respeito de ações disciplinares. Atuando em retenção de forma reativa e tirando dúvidas sobre políticas e processos da empresa.

O BP no processo de desenvolvimento de líderes

Um líder recebe ensinamentos de estratégia, foco, conhecimento de processos prioritários da empresa que determinam resultados obtidos e conhecimento intra e interpessoal. Como já citado anteriormente, o BP opera como mediador entre as lideranças e liderados, e sua função também consiste em orientar os líderes na tomada de decisão mais estratégicas da empresa. Isso impacta diretamente no processo de desenvolvimento dos líderes, que deve ser feito em parceria com o RH.

A gestão de pessoas envolve acontecimentos cotidianos que, às vezes, só podem ser resolvidos com orientação e auxílio de outra pessoa. O BP analisa muitos processos para que ele possa orientar o RH e os líderes nas tomadas de decisão. Tais como dados de desempenho, de alinhamento cultural, de performance de metas, rotatividade, absenteísmo, diferenças entre as áreas, alinhamento estratégico, clima organizacional, entre outros.

A ImpulseUP traz os insumos e dados para que o líder, orientado pelo BP, possa traçar estratégias efetivas de desenvolvimento e aprimorar a habilidade de gestão da equipe e dele mesmo próprio gestor. O líder tem acesso a dados como a avaliação de desempenho e o desempenho da equipe que ele como gestor pode ajudar a desenvolver. Como uma orientação, uma bússola, o sistema aponta para quem o gestor deve direcionar seu olhar e sobre qual competência deve desenvolvê-la. Além disso, também são trabalhadas as competências do próprio gestor, que como líder, deve procurar sempre se desenvolver.

Como um Business Partner ajuda a direcionar as ações de RH?

No contexto em que as empresas precisam gerar cada vez mais resultados com menos recursos, conciliar as demandas dos colaboradores às necessidades da empresa pode ser difícil. Nas empresas, existe uma demanda por assertividade que só é possível de ser alcançada com alinhamento, clareza de processos, desenvolvimento e valorização do componente humano.

O RH se beneficia muito da atuação do Business Partner, pois é ele que vai trazer um viés mais estratégico para essa área. Com essa visão mais aprofundada, as atividades do RH vão ser direcionadas para o que realmente importa e os profissionais podem se dedicar a outras tarefas importantes que envolvem a gestão de pessoas. A falta dessa visão, do que é e como funciona o negócio, pode limitar o RH. Desafogar tarefas do RH permite com que cada um execute seu trabalho da melhor forma, sendo mais eficientes e céleres.

O profissional deve auxiliar na incorporação dos planos empresarias e na análise das demandas como, por exemplo, a necessidade de recrutar colaboradores. A contratação representa um maior alinhamento entre os objetivos, metas, estratégias e ações gerais e setoriais. Logo, é um diferencial para o crescimento da empresa.

Uma de suas funções é levar feedbacks para os gestores para que aprimorem o planejamento. Ao mediar a relação da alta gestão com as equipes de forma assertiva, também busca soluções que contemplem ambos os lados e gerem alianças consistentes.

Como profissional responsável pelo alinhamento entre diversas áreas, é fundamental que o Business Partner conheça e acompanhe os principais indicadores da empresa e construa um plano de ação objetivo, executável e mensurável junto ao RH e às lideranças.

Qual a diferença entre BP e RH estratégico?

Um RH estratégico diz respeito a uma área da empresa que assim como qualquer outra, deve estar alinhada ao negócio. Já Business Partner é um cargo que é ocupado por profissionais de diversas formações. A formação do Business Partner não se vincula a uma única área do conhecimento. No dia a dia, administradores, psicólogos, analistas de RH e outros profissionais migram para essa função de consultoria interna. Vale lembrar que o papel não é assumir a chefia de RH, pois nesse caso haverá uma sobreposição de tarefas.

O trabalho do gerente de RH se concentra em desenvolver políticas e aplicar procedimentos. Essa posição é responsável por sistemas como processamento de folha de pagamento, recrutamento, contratação e administração de pessoal. Por outro lado, o Business Partner RH não tem responsabilidades administrativas em relação a uma área. Sua principal função é trabalhar com as lideranças da empresa e demais executivos para ajudar a orientar e comunicar uma estratégia geral, além de atuar na criação e implementação de novos projetos.

Uma das funções do BP é de permear as áreas e trazer para os gestores uma visão estratégica e de negócio principalmente no que concerne a liderança. Sobre gestão de equipe, indicadores, transmissão de cultura e estratégia, entre outros. A atuação desse profissional é um diferencial para a organização em meio ao cenário desafiador do mercado. Trabalhando como um parceiro da empresa, seu trabalho com certeza trará muitos benefícios para o time de RH.

Outras de suas atividades são: revisar as políticas e diretrizes da organização, qualificar profissionais sugerindo treinamentos, melhorar a motivação por meio de ações e prever riscos e gaps que impactam nos resultados e nos pilares da empresa.

Conclusão

O Business Partner tem como função conectar as áreas de gestão de pessoas e de negócios, construindo projetos e soluções que tenham valor para as pessoas, para o negócio e que sejam sustentáveis. O profissional que vai atuar como BP deve ser treinado para desenvolver um olhar estratégico e aprofundado do negócio. Além de estar profundamente ligado com a área de RH.

Deixe um comentário